O que é a Fosfoetanolamina?


Fosfoetanolamina é um derivado de amina de produção endógena (produzida no próprio organismo com múltiplas funções).


Funções  da Fosfoetanolamina em protocolos para pacientes acometidos de câncer:

A fosfoetanolamina é material consistente do sistema de defesa do organismo, carreando consigo cálcio para dentro da célula tumoral produzindo uma concentração muito elevada intracelular, o que é insustentável para a célula, causando a apoptose celular, que é a morte desta célula tumoral. Ela é essencial para a construção e o funcionamento de cada membrana da célula.

A fosfoetanolamina  bloqueia as citoquinas liberadas pelas células do nicho tumoral que inativam a função fagocitária dos macrófagos (células de defesa). 

A fosfoetanolamina libera os macrófagos que estão bloqueados pelas citoquinas tumorais, tornando-os livres para atuarem  novamente (fagocitose). 

A fosfoetanolamina carreia cálcio sérico(plasmático),  para dentro do citoplasma das células. As células normais possuem um mecanismo de controle para a entrada do cálcio no seu citoplasma, já não acontece com as células tumorais que não possuem esse controle; desta maneira a fosfoetanolamina com o cálcio que leva consigo, induz a uma inundação deste mineral para dentro das células tumorais produzindo apoptose celular ( morte da célula tumoral).

Porque a Fosfoetanolamina Bonstrong 500mg ® se destaca de outras no mercado?

A Fosfoetanolamina Bonstrong 500mg ® é classificada como suplemento nutricional e leva em sua composição Vitamina K2MK7, Zinco, Magnésio e Cálcio e tem um diferencial muito importante, que é a associação do sesquióxido de germanium  que carreia a entrada do oxigênio para dentro das células, porém as células tumorais possuem função anaeróbica, não precisam e não suportam a presença do oxigênio, tornando assim um produto a mais para produzir apoptose nas células tumorais (morte), além do sesquióxido de germanium produzir uma estabilidade da molécula de fosfoetanolamina, não permitindo a sua degradação em um tempo curto, fato que ocorre em outras fosfoetanolaminas encontradas no mercado.